16 de dez de 2010

Preso.


Nenê Constantino, empresário, dono de empresas de ônibus e um dos fundadores da companhia aérea Gol, foi preso no Distrito Federal sob acusação de mandar matar o genro, Eduardo de Queiroz, em 2008.

Constantino foi preso nesta quarta-feira (15) no Fórum de Taguatinga, cidade a 30 quilômetros do centro de Brasília, quando participava de uma audiência em outro processo no qual é réu. Constantino também é acusado de mandar matar, há nove anos, o líder comunitário Márcio Leonardo. Ele era presidente de uma associação de famílias que compraram lotes em um terreno de Constantino.

Nenhum comentário: