15 de dez de 2010

Solidariedade.

A Câmara Municipal de Belém aprovou ontem (15) requerimento de solidariedade ao ex-deputado federal Jader Barbalho (PMDB), que teve os quase 1.8 milhão de votos da eleição para senador anulados pela Justiça Eleitoral. O pedido de realização de nova eleição para senador no Pará, feito pelo diretório estadual do PMDB, será julgado amanhã pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PA).

Por isso, os vereadores de Belém se manifestaram favoráveis à realização de novo pleito, alegando que a vontade popular deve ser mantida. “Com a saída de Jader Barbalho, o cenário político perderá um político influente e respeitado, que sempre foi consultado nas decisões partidárias nacionais. O Pará e o Brasil só têm a perder com a saída do grande líder que Jader Barbalho sempre provou ser”, cita o requerimento apresentado pelos vereadores Nadir Neves (PTB), José Scaff (PMDB) e Luiz Pereira (PR).

Jader Barbalho recebeu a segunda maior votação para senador, atrás apenas do tucano Fernando Flexa Ribeiro, que recebeu mais de 1.8 milhão de votos. Juntos, Paulo Rocha (PT), que obteve mais de 1.7 milhão de votos e Jader Barbalho somaram mais de 57% dos votos para senador. Mas, os dois tiveram os registros de candidatura indeferidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) porque renunciaram aos mandatos em 2001 e 2005, e foram enquadrados na Lei Complementar 135/010 (Lei da Ficha Limpa).

Fonte: DOL

Nenhum comentário: